Participe do Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do RS em nova fase

Já consolidado como forma de reconhecimento do MPRS ao papel da Imprensa na estrutura social e garantia da democracia, o Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Rio Grande do Sul completa 20 anos em 2018.

               Para comemorar esta data e acompanhar as transformações da Comunicação na era digital, a 20ª edição foi  lançada com algumas novidades, especialmente no que se refere às categorias que deixarão de ser divididas por mídia (rádio, televisão, impressa, web) e passarão a ser temáticas, seguindo as áreas definidas como prioritárias na revisão do Planejamento Estratégico do MPRS.

               As mudanças no edital do prêmio foram propostas pela equipe técnica de jornalistas do MP sob o argumento de que as fronteiras entre os canais de comunicação estão cada vez mais borradas e diluídas no mundo digital e, em uma única plataforma, é possível reunir conteúdo em texto, áudio e vídeo. Assim, diante deste cenário, torna-se cada vez mais comum que o repórter escreva seu trabalho em duas ou três categorias, uma vez que a mesma matéria é publicada ou veiculada em vários veículos de um grupo de comunicação.

              O prêmio tem apoio da Associação Riograndense de Imprensa (ARI) ao longo dos anos para a consolidação do Prêmio Jornalismo MPRS, passamos a detalhar a seguir as referidas mudanças. As inscrições podem ser feitas pelo site https://www.mprs.mp.br/premiojornalismo/

As novas categorias

                O Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Rio Grande do Sul, a partir da sua 20ª edição, passará a premiar reportagens e séries de reportagens inscritas nas seguintes categorias temáticas:

  1. Proteção Social (defesa dos direitos humanos, do consumidor, infância);
  2. Segurança Pública (combate e prevenção à criminalidade);
  3. Defesa do Patrimônio Público (combate ao desvio de dinheiro público e à corrupção, garantia da moralidade administrativa);
  4. Saúde e Educação;
  5. Sustentabilidade (defesa do meio ambiente e da ordem urbanística).

                Para a inscrição em cada uma das categorias, poderão ser submetidas reportagens ou séries de reportagens publicadas em quaisquer mídias (Televisão, Rádio, Jornal, Revista, Portais de Notícias, Blogs, Redes Sociais). Cada jornalista (ou grupo de jornalistas) poderá inscrever apenas um trabalho em cada uma das categorias e um mesmo trabalho poderá conter inserções em mais de uma das mídias acima citadas. Acesse o site https://www.mprs.mp.br/premiojornalismo/

               Destacamos aos parceiros do prêmio que não haverá qualquer impacto no custo da premiação, uma vez que será mantido o número de categorias e de premiados por categoria, que receberão o troféu e o valor do piso dos jornalistas do Rio Grande do Sul, como nas edições anteriores. Será necessário apenas alterar as placas fixadas nos troféus, que passarão a conter o título da categoria.

Exemplo:

1º Lugar

Reportagem/Proteção Social

2º Lugar

Reportagem/ Proteção Social

                Todas as informações sobre as mudanças no prêmio e seus impactos no julgamento dos trabalhos serão fornecidas diretamente aos integrantes da comissão julgadora em época oportuna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *