Miguel Rossetto é entrevistado por jornalistas

Paulo Serpa Antunes, Jornal do Comércio

A missão de Miguel Rossetto (PT) na eleição 2018 é dupla: apresentar uma nova proposta de desenvolvimento para o governo gaúcho, mas também defender o legado do Partido do Trabalhadores no Estado e no País. “Nós temos uma história, não escondemos que governamos duas vezes o Estado, com Olívio Dutra e Tarso Genro, e aprendemos”, afirmou o candidato do PT ao Palácio Piratini nesta quarta-feira (9), no Painel Eleitoral promovido pela Associação Riograndense de Imprensa (ARI). Na entrevista, concedida aos jornalistas Edieni Ferrigollo, Mauren Xavier e Armando Burd, o tema fiscal dominou a discussão.

“Precisamos criar um ambiente de estabilidade no Rio Grande do Sul e retomar a iniciativa política de atrair investimentos, fazendo uso dos bancos estatais gaúchos”, disse. Rossetto criticou a falta de ação do governo Sartori (MDB) para atrair e mesmo para manter negócios no Estado: “houve omissão do atual governo em relação ao fechamento do Polo Naval”. O candidato também assumiu o compromisso de pagamento em dia do funcionalismo público. “Estes governo enxerga o serviço público um problema. Nós pensamos diferente. O serviço público é uma condição para que o povo gaúcho tenha segurança pública, tenha uma boa escola pública e um sistema único de saúde”, afirmou.

Ao final do evento, Rossetto falou ainda sobre propostas para a área de comunicação. Criticou o desmonte das fundações, entre elas a Fundação Piratini, e se mostrou favorável a retomar o projeto de criação do Conselho Estadual de Comunicação, ideia lançada no governo de Tarso Genro (PT) mas que acabou não sendo executada. O Painel Eleitoral ARI prossegue na próxima terça-feira, às 10h, com a sabatina ao candidato Eduardo Leite (PSDB). As entrevistas acontecem no salão de eventos da instituição, localizada na Avenida Borges de Medeiros, 915, e são abertas à participação do público.

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *