Jairo Jorge é o terceiro candidato a governador entrevistado no Painel Eleitoral

“Fazer mais do mesmo nos levará ao mesmo lugar”.  Com esta afirmação o terceiro entrevistado do Painel Eleitoral da Associação Riograndense de Imprensa (ARI) , Jairo Jorge,  candidato do PDT ao Governo do Estado, esteve nesta quarta-feira, 8, às 10h, com os jornalistas Renato Dorneles, do Diário Gaúcho e Patrícia Comunello, do Jornal do Comércio. Durante o painel, os profissionais questionaram o candidato a respeito de temas como finanças públicas, saúde, segurança, educação e comunicação. O encontro foi mediado pela jornalista Edieni Ferigollo.

Jairo Jorge diz que é contra as privatizações e acredita que as principais soluções são a diminuição das alíquotas de impostos, a facilitação nos trâmites do Estado e a atração de investimentos. “Nosso maior desafio é fazer o Estado crescer, e só faremos isso com a desburocratização total. Somos o Governo mais burocrático do Brasil. Temos que buscar exemplos positivos no País.”

Jairo Jorge contou que, na sua pré-campanha, visitou todos os municípios do Rio Grande do Sul, plantando uma árvore em cada um. “Acredito nesse contato direto para conhecer ainda mais o Estado, os problemas e as potencialidades de cada região para me preparar para o cargo” declarou. Ao salientar sua gestão como prefeito de Canoas, por dois mandatos pelo PT, disse acreditar que as ações introduzidas na cidade podem ser reproduzidas no governo, como o uso de tecnologia e as novas ações para melhorar a segurança. “É fundamental planejarmos um novo sistema prisional. A Penitenciária Estadual de Canoas é a única que utiliza bloqueador para celular e que tem uniforme para o detento. Também oferece trabalho e estudo. Esse exemplo pode e deve ser aplicado”.

Além disso, o pedetista defende a redução do número de secretarias e menos hierarquia na gestão. Jairo Jorge foi o terceiro entrevistado, nessa série de debates com os pré-candidatos ao Governo do Estado. No encerramento, o candidato se manifestou sobre a TVE e FM Cultura. “Quando uma empresa privada está em crise a culpa é do diretor da empresa”, indagou. Quando o governo está em crise a culpa é do cliente? Não pode ser assim” disse o candidato que espera rever o projeto do Estado para a comunicação pública, bem como a extinção das fundações.

O primeiro convidado do Painel Eleitoral ARI foi Julio Flores (PSTU), e o segundo Roberto Robaina (PSOL), ambos na terça-feira, 8. Na quinta dia 9/8 estarão na Casa do Jornalista o candidato Mateus Bandeira (Novo) às 10h, e Miguel Rossto (PT), às 13h. (com informações do Coletiva.net)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *